Monday, November 23, 2020

Black Friday 1

Muitas ofertas, muitas promoções nesta semana. Imitando a Black Friday americana, o comércio
brasileiro aproveita a oportunidade de vender mais, com a ajuda do e-commerce, além das
lojas físicas. Aqui não temos o jantar de Ação de Graças, mas a Black Friday faz sucesso
durante a semana toda. Vamos publicar as ofertas que chegam e arrematar com a orientação
de dois especialistas no final. Leiam, para não se perder nas compras!
Na Casual: além dos 60% de desconto, tem ainda mais 20% tanto nas lojas como online!
Ao vivo: a Farm faz uma Green Friday ao vivo no dia 26 de novembro, quinta-feira às 11h. Botem o alarme na agenda!


 
E mais um cashback: além dos 70% de desconto a Renner oferece 10% de cashback. Isto é um troquinho interessante



Frete Grátis: o Westwing, site lindo, cheio de sugestões para casa, dá frete grátis e 10% de desconto com o voucher Esquenta10

Seguro viagem: A Coris dá cobertura em dobro no seguro viagem. Quem comprar o produto VIP, de 250 mil, ganha brindes úteis para as viagens, até dia 27 de novembro. Há também upgrades: quem comprar o plano de 60 mil ganha upgrade para o plano de 100 mil. E mais: o cliente do Cori tem 20% de desconto nos exames da Covid-19.

https://coris.com.br/emissoes/.



120 hotéis: possibilidade de hospedagem até o final de 2021 (quando já teremos as vacinas!) é a promoção da rede Atlantica Hotels, com descontos de até 50% nas diárias em mais de 120 hotéis no Brasil. As reservas devem ser realizadas entre 23 e 27 de novembro. 

www.atlanticahotels.com.br/blackweek/.

 


Pelo aplicativo: a LV Store, criada pela Leticia Vaz, lança aplicativo exclusivo para a Black Friday. A marca de e-commerce com coleção própria terá peças com descontos de 30 a 70%, disponíveis durante 24 horas, apenas no aplicativo no dia 27. 

https://www.lvstore.com.br/

 

Falam os especialistas

 

Mesmo sendo uma data de origem americana, a semana do dia 29 de novembro, também é marcada pela Black Friday no Brasil. Sempre em uma sexta-feira, acontece nos Estados Unidos após o feriado de Ação de Graças, com o intuito de “limpar” os estoques para os lançamentos do Natal. Com a pandemia e a mudança na forma em que as pessoas passaram a consumir, a Black Friday deste ano, será uma incógnita. 

Um levantamento feito pela Provokers com 1.500 pessoas de todas as regiões do Brasil, também mostra que 40% dos consumidores irão comprar online, tendo um aumento de 7% em relação ao ano anterior. De acordo com Alex Vargas, empreendedor digital com 800 mil inscritos em seu canal no YouTube, este é o momento certo para quem deseja vender mais por meio de e-commerce. “A quantidade de pessoas que pretendem comprar algo na Black Friday é maior do que esperávamos por conta da pandemia. Por isso, é importante deixar claro para quem deseja impulsionar as vendas, que o marketing digital é a melhor opção não apenas neste, mas em qualquer cenário. É uma forma de usar estratégias para divulgar seus produtos e desenvolver a sua marca que pode criar uma conexão maior com os seus consumidores”, explica.

 

Para Plauto Holtz, advogado especialista em Direito do Consumidor e sócio-fundador da Holtz e Associados, é importante ficar atento para não cair em fraudes. “Não acesse links de sites desconhecidos. Eles podem ter mecanismos que roubam dados e senhas. Além disso, minha dica é dar preferência aos sites que tenham aquele famoso cadeado do lado esquerdo ao endereço eletrônico. Também é importante verificar com antecedência os preços dos produtos, para evitar a armadilha do "desconto do dobro". Registre, por meio de fotos ou prints, os preços praticados. Tenha calma ao comprar. Compre com a razão, e não com o coração, pois a conta pode ser grande. Tenha juízo no bolso”, aconselha o especialista.

 

 

 

 

No comments: