Friday, May 29, 2020

Calma

Muita calma nesta hora (ou nestes meses)

Fácil não está, esta temporada de pandemia. Insônia, falta de apetite, depressão, insegurança, saudades da rua e dos amigos e familiares. Reunimos aqui algumas orientações para superar as dificuldades emocionais e comerciais que nos assolam.

O básico é dar um tempo no noticiário, não precisa ficar de olho em todas as curvas e tristezas. Outro, manter luvas e máscaras a postos. E ficar em casa, ainda não se sabe até quando - há notícias de que alguns hospitais estão desativando as unidades contra a doença. Vamos continuar rezando e torcendo para que as reaberturas dêem certo na Florida, em Paris. E há comentários sobre a redução de internações na cidade do Rio de Janeiro.

Ioga pode ser uma estratégia, desde que tenha acompanhamento pelo menos online. Não vale ficar se contorcendo sem orientação. Talvez uma série de exercícios seja mais segura, várias empresas oferecem treinos online, como na centauro.com.br/hotsite/treine-em-casa

Meditação pode acalmar. Quem tem celular com a Vivo pode usar o App para meditar, é simples, a partir de 10 minutos, com temas como Ansiedade. Outra opção é o Calm, no GooglePlay ou na App Store, muito elogiado por ajudar no sono.

Os Florais de Bach também acalmam muita gente. O preço é bom, R$ 38,07 vem com todas as instruções pela Mona´s Flower, representada pela terapeuta floral Marcia Rissato. Vende em vários sites, como o da Ultrafarma.com


Muito sol, por favor: O Dr. Leone Gonçalves, nutricionista e especialista em nutrição clínica e funcional, revela que estudos mostram a importância da vitamina D para fortalecimento da imunidade: “Foi publicado agora durante o surto do novo coronavírus no jornal italiano La Reppublica, uma matéria realizada na Universidade de Turim, em que pacientes graves infectados pelo novo vírus havia uma alta prevalência de deficiência de vitamina D (hipovitaminose D). Outros estudos sugerem que a suplementação pode melhorar a resposta imune e proteger contra infecções gerais, principalmente em indivíduos com níveis mais baixos de vitamina D. Uma concentração de vitamina D no sangue acima de 38 ng/dl reduz pela metade o risco de infecções agudas do trato respiratório.”

Depressão animal: o Brasil é o país mais deprimido da América Latina, são quase 12 milhões de brasileiros sofrendo com a doença. Porém, quem pensa que o transtorno depressivo aflige apenas seres humanos está enganado. Cães e gatos também convivem com o problema, conforme explica Luana Sartori, veterinária responsável pela Monello Select. Muito carinho com os amigos pets.


No comments: