Thursday, June 14, 2007

Herchcovitch: roqueiro não sente calor

Universos diferentes preenchem cada desfile, nesta edição de verão da SPFW. Verão? Bem, consideremos que o pessoal do rock pesado aposta muito mais em conceito de vida do que exatamente em elegância ou condições climáticas. O desfile masculino de Alexandre Herchcovitch demonstrou que deve ser possível vestir casacões longos, blusões de capuz, em pleno verão. O elenco de rostos maquilados por Kamura como integrantes cadavéricos da banda Kiss, ou de qualquer heavy rock ou metal, cabelões compridos, compôs o conjunto de impacto graças ao styling de Maurício Ianês. Abstraindo a maquilagem , a marcha rápida e os acessórios de correntes, resta a roupa, entremeada de ícones como a caveira na camiseta, os colares com penas pretas ou as calças em vermelho e preto, com acabamento resinado. E nesta parte mais vestível por um público menos roqueiro destacam-se o paletó preto, estreito e curto; a camisa branca com botões quadrados no colarinho, o paletó com ziper no punho e a japona abotoadinha. Japona? Paletó preto? Para quem esperava algo mais fresco para enfrentar dias de 35 graus, há as camisas pretas transparentes, a serem usadas sobre regatões brancos. Tem que ser muito roqueiro, para encarar.

Rodapé / sobram patrocinadores e fornecedores para o Herchcovitch. E ele consegue montar um conjunto coerente com o prestígio de cada um, sem perder o perfil próprio / a MAC, que forneceu os produtos de maquilagem deve ter esgotado os estoques de sombras pretas, que escureceram os rostos dos modelos